Depressão tem cura?

Em um artigo recente explicamos o que é a depressão, suas causas e sintomas. Ela é uma doença séria, e se você conhece alguém que já passou ou passa por esse problema já deve ter se perguntado: depressão tem cura? Falamos brevemente sobre isso no artigo anterior, mas aqui vamos aprofundar o assunto.

Um dos sentidos atribuídos à palavra “cura” no dicionário é “desaparecimento do mal.” De fato, toda pessoa que sofre com alguma doença (física ou emocional) deseja voltar ao seu estado de saúde pleno, porém, infelizmente esse processo não é tão simples assim.

Quando, por exemplo, um sapato aperta e fere nossos pés, temos uma causa concreta para o problema e podemos eliminá-lo por inteiro. Porém, é muito difícil fazer isso com o que afeta nossa mente, pois a depressão e a maioria dos transtornos psicológicos são multifatoriais, ou seja: ocorrem como consequência de uma soma de motivos, e a maioria deles não estão sob nosso controle.

Tipos de depressão

A depressão pode se apresentar em diferentes níveis de intensidade, podendo ser considerada leve, moderada ou grave. A classificação depende dos sintomas apresentados e do nível de comprometimento que a doença provoca na vida da pessoa, mas somente um médico psiquiatra pode fazer essa análise. Geralmente, quando o quadro é leve, as mudanças na rotina são menores, mas nos casos graves ela pode ser incapacitante.

Também podemos considerar um tipo específico da doença a depressão pós-parto, cujo diagnóstico ocorre quando os sintomas se manifestam em até quatro semanas após a mulher dar à luz.

Cura para a depressão

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que todo quadro depressivo pode ser crônico. Isso significa que a presença dos sintomas podem durar longos períodos de tempo e oscilar entre períodos de grande predominância e fases em que eles não se apresentam.

Por isso nós, profissionais de saúde emocional, não falamos em cura, e sim em remissão da depressão. Mas o que isso significa?

Quer dizer que com o acompanhamento adequado de um psiquiatra e um psicólogo é possível controlar os sintomas e voltar a ter uma vida normal, mas será necessário continuar se cuidando! 

Hábitos saudáveis como praticar atividade física, ter uma alimentação equilibrada, evitar situações estressantes, afastar-se de pessoas tóxicas, cultivar o amor próprio, trabalhar o autoconhecimento, entre outros são fundamentais para uma vida com mais qualidade, alegria e vitalidade.

Tão importante quanto buscar a cura para a depressão é cuidar diariamente da sua saúde emocional. Afinal, sem ela não há saúde!

Você sabia que a depressão é uma das doenças emocionais mais frequentes? Clique na imagem abaixo para responder o quiz e descubra se você está por dentro do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *