Depressão: o que é, causas, sintomas e tratamento

A depressão é uma doença emocional séria, que não escolhe idade, sexo ou condição social. Ela é considerada a principal causa de incapacidade em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), e, em muitos casos, pode levar ao suicídio. 

Porém, tão importante quanto saber, de fato, o que é a depressão é compreender que ela não é frescura, não é uma tentativa de chamar atenção, não é falta de Deus. É um transtorno emocional que pode ter diferentes níveis de comprometimento e precisa de tratamento.

Sua principal característica é o fato de ir gradualmente “apagando” a vontade de viver, como se a vida não tivesse mais motivação ou sentido.

O que causa depressão?

O surgimento da depressão deve ser cuidadosamente investigado, pois geralmente é resultado de uma soma de questões que podem estar associadas a fatores genéticos, desequilíbrio na bioquímica do cérebro e experiências de vida que marcaram a pessoa de maneira negativa. Ou seja: a vida social, o estado psicológico e as condições biológicas do indivíduo podem contribuir para um quadro depressivo.

Isso inclui os chamados fatores de risco, como problemas psiquiátricos correlatos, estresse crônico, transtornos de ansiedade, disfunções hormonais, dependência química, conflitos familiares, tragédias e problemas financeiros.

Por outro lado, ter uma vida saudável tanto no que diz respeito à alimentação, prática de exercícios e sono de qualidade; quanto no que se refere à busca de satisfação pessoal e profissional; além de evitar pessoas tóxicas e situações negativas, contribui para manter uma condição emocional sadia e evita não só a depressão, mas também outras patologias. 

Principais sintomas da depressão

A depressão apresenta sintomas físicos, psicológicos e de comportamento, sendo os principais:

  • Uma tristeza profunda, constante e sem explicação;
  • Desvalorização de si mesmo e baixa autoestima;
  • Culpa por estar nessa condição e não conseguir reagir;
  • Perda das sensações de alegria, prazer e satisfação;
  • Apatia e falta de vontade para tudo, mesmo coisas que gostava antes;
  • Ausência de planos, sonhos e perspectivas para o futuro;
  • Desânimo, cansaço e lentidão em excesso;
  • Dificuldades de concentração, memória e tomada de decisão;
  • Alterações de sono, apetite e perda da libido;
  • Dores no corpo e problemas digestivos.

Depressão tem cura?

O tratamento da depressão inclui psicoterapia e uso de medicamentos que devem ser prescritos por um médico psiquiatra. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciados os devidos cuidados, melhores serão os resultados. No entanto, o termo mais adequado nestes casos é a remissão da doença, o que significa que os sinais e sintomas podem desaparecer, mas não quer dizer que a doença foi embora.

Quando falamos em saúde emocional estamos lidando com a sensibilidade humana e fatores externos que não podem ser controlados, por isso a depressão pode voltar a se manifestar. Tudo depende de como será a vida daquele paciente, os cuidados diários consigo mesmo, a busca de bem-estar, a relação com as pessoas que o cercam, a seriedade com que encara as orientações do psicólogo e do psiquiatra, dentre tantos outros fatores.

A terapia é fundamental para vencer a depressão mas é, antes de tudo, um caminho de prevenção, promoção da saúde e qualidade de vida!

Você sabia que a depressão é uma das doenças emocionais mais frequentes? Clique na imagem abaixo para responder o quiz e descubra se você está por dentro do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *